Notícias > FAO revê em baixa a previsão de produção mundial de arroz para 2012
  Voltar Imprimir
 

 

 
  FAO revê em baixa a previsão de produção mundial de arroz para 2012

A agência das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) reviu em baixa a previsão de produção mundial de arroz para 2012, que deverá totalizar 724,5 milhões de toneladas, resultado ainda assim superior ao de 2011.

A edição de julho do relatório de monitorização do mercado de arroz, lançado pela FAO, justifica a revisão em baixa das previsões de produção mundial de arroz com o nível de precipitação das monções na Índia, que este ano ficou abaixo do normal.

As estimativas da FAO apresentadas apontam para uma produção mundial de arroz que deverá totalizar 724,5 milhões de toneladas (483,1 milhões de toneladas de arroz branqueado), quando em abril a previsão da organização apontava para 732,3 milhões de toneladas (488.2 milhões de toneladas de arroz branqueado).

Em causa está uma precipitação 22 por cento abaixo da média nas monções na Índia até meados de julho, assim como uma previsível queda de produção no Camboja, na província chinesa de Taiwan, na República Popular Democrática da Coreia, na República da Coreia e no Nepal.

Ainda assim, adianta a FAO, a produção mundial deverá "superar ligeiramente os excelentes resultados alcançados em 2011".

A FAO sublinha ainda que os preços do arroz "continuam surpreendentemente estáveis" depois de terem subido 2 por cento em maio, o que contrasta com as tendências observadas nos mercados do milho e do trigo.

A organização estima que a probabilidade de um aumento forte dos preços do arroz nos próximos meses seja mínima, devido ao abundante stock de arroz no mercado, mas admite que "a direção futura dos preços do arroz permanece incerta".

Segundo a FAO, para o aumento da produção face a 2011 terão contribuído os ganhos de produção na China (continental), Indonésia e Tailândia, tal com vários outros países da Ásia.

A Ásia, a principal região produtora de arroz, deverá produzir 657 milhões de toneladas em 2012, uma subida de 0,4 por cento em relação ao desempenho de 2011.

A organização acrescenta que a produção em África pode aumentar até 3 por cento, enquanto as colheitas de arroz da Austrália foram 32 por cento superiores às do ano passado.

"As perspetivas também são boas para as nações sul-americanas da Bolívia, Colômbia, Guiana, Peru e Venezuela", embora a produção na América Latina e Caribe como um todo tenha diminuído 7 por cento devido aos efeitos da fraca precipitação e de uma preferência por produtos mais remuneradores no Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.

Os stocks mundiais de arroz no encerramento da temporada comercial de 2012-2013 foram revistos em alta para 164,5 milhões de toneladas (de arroz branqueado), o que representa um aumento de nove milhões de toneladas em relação ao ano anterior.

Trata-se da oitava temporada consecutiva de acumulação de stocks, acrescenta a FAO.

 

Fonte: Lusa


 
 
07-08-2012
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares