Notícias > INE_Quebras na produção de pêra, maçã e kiwi
  Voltar Imprimir
 

 

 
  INE_Quebras na produção de pêra, maçã e kiwi

As previsões agrícolas do INE em 31 de Agosto apontam para reduções muito significativas nas produtividades dos pomares de pêra, maçã e kiwi, com as condições climatéricas adversas na floração/vingamento a afectarem decisivamente a capacidade produtiva das fruteiras nesta campanha. Igualmente se assinalam quebras das produções de pêssego e de laranja, prejudicadas por geadas e pela persistência da situação de seca meteorológica.

Aliás, os efeitos da manutenção da situação de carência hídrica também afectaram a produção de batata (em especial na de sequeiro), de girassol e de milho de sequeiro. As culturas de regadio, em geral instaladas pelos produtores após análise das disponibilidades hídricas, sofreram menos com a seca, registando-se aumentos de produtividade no tomate para a indústria e manutenção no milho e arroz.

As perspectivas para a campanha vitivinícola são de que este ano a produtividade registe um aumento de 5%, face a 2011.

Em Julho de 2012 o peso limpo do gado abatido e aprovado para consumo foi de 40 797 toneladas, o que representa um acréscimo de 4,1% em relação ao nível registado em Julho do ano anterior, devido sobretudo ao maior volume de abate de bovinos (+15,5%).

Em Julho de 2012 o peso limpo total de aves e coelhos abatidos e aprovados para consumo foi de 27 093 toneladas, o que representa um aumento de 2,4% no volume total de abate, face ao mês homólogo de 2011, devido aos maiores volumes de abate de perus, galináceos e coelhos, que foram de 6,3%, 2,6% e 1,9%, respectivamente.

A produção de frango em Julho de 2012 teve, em volume, uma descida de 3,3% em relação ao mês homólogo, com uma produção de 24 008 toneladas.

A produção de ovos de galinha para consumo também registou uma quebra (-2,0%) relativamente a Julho do ano anterior, com uma produção de 7 350 toneladas.

A recolha de leite de vaca em Julho de 2012 foi de 160 mil toneladas, o que representa praticamente uma manutenção (-0,3%) relativamente à quantidade recolhida no mês homólogo de 2011.No que diz respeito ao volume total de produtos lácteos, houve uma subida (+5,7%), sobretudo devido à maior quantidade de leite para consumo (+7,2%).

O volume de capturas de pescado, em Julho de 2012 cresceu 17,2% em relação ao nível verificado no mês homólogo do ano anterior, devido sobretudo à maior captura de peixes marinhos, nomeadamente de “cavala”. Em termos do valor registou-se também um acréscimo (+16,8%), em grande parte reflexo do aumento significativo do preço médio da sardinha, que atingiu os 2,14 Euros/kg no mês em análise, +80,3% do que em Julho de 2011.

No mês de Agosto de 2012, e em comparação com o mês anterior, as principais variações no índice de preços no produtor registaram-se na batata (+17,9%), nos hortícolas frescos (+3,6%), nos frutos (-33,2%) e no azeite (-8,7%).

Em Junho de 2012, e em relação ao mês anterior, observou-se uma variação de -0,9% no índice de preços de bens e serviços de consumo corrente na agricultura e uma variação de -1,1% no índice de preços de bens de investimento.

 

Para mais informações clique aqui.

 

Fonte: INE

 
 
24-09-2012
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares