Notícias > Preço dos ovos deve continuar a aumentar
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Preço dos ovos deve continuar a aumentar

O preço dos ovos deverá continuar a aumentar no País. Segundo dados do Observatório Agrícola, as novas regras que foram impostas aos produtores de ovos estão a provocar uma quebra na oferta e, consequentemente, uma maior necessidade de importação deste alimento.

A directiva 1999/74/EC (cuja aplicação integral começou em Janeiro) , cujo principal objectivo está associado à ideia de segurança alimentar e "de bem estar animal ao nível das galinhas poedeiras e cujas imposições se relacionam com as novas condições exigidas para as unidades produtivas", está a preocupar as autoridades do sector.

Segundo a Associação Nacional dos Avicultores Produtores de Ovos (ANAPO), citada pelo Observatório Agrícola, "os elevados custos de aplicação desta Directiva levam a que cerca de metade dos produtores nacionais ainda não tenha efectuado as alterações exigidas, podendo este sector, para o qual e segundo dados do INE somos auto-suficientes (com um grau de auto-aprovisionamento em 2011 de 101%), estar em perigo". Isto porque todos os ovos que não obedeçam a estas novas regras - que visam sobretudo o melhoramento das gaiolas onde se alojam as galinhas poedeiras - não podem ser comercializados. O aumento da importação para suprir as necessidades terá um efeito directo e imediato no preço ao consumidor, alerta o Observatório.

Num comunicado a que o Económico teve acesso, dados do Observatório Agrícola e do INE mostram ainda que entre 2010 e 2011 a produção de ovos de galinha para consumo caiu (-6%), naquela que foi a quebra anual mais acentuada desde 2005. O mesmo documento refere ainda que no primeiro semestre do ano houve "um aumento acentuado [dos preços], comparado com os últimos 50 anos", embora não se revele qual o valor exacto dessa subida.

Os ovos acompanham assim a tendência generalizada de aumento de preços em produtos como os cereais, o leite e outros alimentos, que durante o primeiro semestre de 2012 ameaçaram, várias vezes, superar os máximos fixados em 2008 nos mercados internacionais.


Fonte: Económico online

 
 
27-09-2012
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares