Notícias > Taxa de inflação mostra desaceleração dos preços
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Taxa de inflação mostra desaceleração dos preços

A taxa de inflação homóloga fixou-se nos 2,1 por cento em Outubro, o que traduz uma desaceleração de 0,8 por cento face ao valor observado em Setembro. Os combustíveis, alimentação e restaurantes foram os produtos que mais contribuíram para este comportamento dos preços.

Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística indicam que sem o efeito da energia e dos bens alimentares não transformados, a taxa de inflação teria sido de 1,1 por cento, em linha com o registado um mês antes.

A descida dos preços dos combustíveis que se tem observado nas últimas semanas foi um dos factores que contribui para este comportamento da inflação em outubro. Mas não só, também os restaurantes, as férias organizadas e os transportes aéreos contribuíram para que a inflação homóloga registasse em outubro um valor mais baixo do que no mês anterior. Em sentido inverso ao daqueles produtos, estiveram o vestuário, calçado e os medicamentos.

O INE refere ainda que a taxa de inflação média dos últimos 12 meses se fixou em 3,1 por cento, em linha com o observado em Setembro.

Antes do congelamento do valor das pensões, observado em 2011, estas eram actualizadas tendo por referência a taxa inflação média, divulgada em Novembro, excluindo a habitação. Em 2012, já pela mão deste Governo, verificou-se um aumento das pensões mínimas, mas em linha com a inflação esperada. Em 2013, cerca de 30 por cento dos reformados do Centro nacional de Pensões vão ter outra vez um aumento, mas este terá por referência a inflação esperada para o próximo ano, ainda que ligeiramente superior.


 

Fonte: Dinheiro Vivo

 
 
16-11-2012
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares