Notícias > Exportados 315 milhões de euros de vinho do Porto em 2013
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Exportados 315 milhões de euros de vinho do Porto em 2013

Em 2013, foram exportados 315 milhões de euros de vinho do Porto, o que representa um aumento de 3,4 por cento do volume de negócios, com destaque para as categorias especiais que tiveram um «ano de excelência».

Segundo dados do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP), as exportações de categorias especiais de vinho do Porto, os Porto “premium”, tiveram dos «melhores resultados de sempre» no ano passado.

«Estes resultados reflectem o empenho do sector no sentido de valorização do produto», afirmou o presidente do IVDP, Manuel de Novaes Cabral. Para o responsável, «o mérito é das empresas que se dedicam, dia a dia, a inovar e a levar este vinho do Porto cada vez mais longe».

Os dados globais das exportações deste vinho produzido na mais antiga região demarcada do mundo apontam para um aumento de 3,4 por cento no volume de negócios, para os 315 milhões de euros.

A quantidade global deste produto vendido para o exterior decresceu 3,6 por cento para os 7,5 milhões de caixas de nove litros. No entanto, em 2013, a quota de mercado de exportação de Porto ”premium” foi pela primeira vez superior a 21 por cento, com 21,8 por cento em quantidade e ultrapassou os 40 pontos percentuais (p.p.) em valor, 128 milhões de euros.

Cerca de 1,7 milhões de caixas de categorias especiais deste produto saíram de Portugal para o mundo, verificando-se um crescimento de 3,1 p.p. em quantidade e 8,6 pontos no preço médio.

Até agora, o melhor ano para os Porto “premium” tinha sido 2007 com quotas de mercado de 20,7 por cento em quantidade e 37,7 pontos em valor.

A categoria especial que mais contribuiu para este crescimento em 2013 foi o “vintage”, com o 2011 a representar 50 por cento da quantidade exportada deste tipo de vinhos.

Em 2013, quase 40 empresas fizeram a declaração “vintage” relativa aos vinhos colhidos em 2011, a qual só é possível após a luz verde do IVDP. O ano de 2011 foi mesmo considerado o da maior declaração “vintage” de sempre no vinho do Porto.

Em termos de vendas, os “vintage” registaram um aumento de 87 por cento com 91 mil caixas, mais 510 mil garrafas do que no ano anterior.

Segundo o IVDP, os reserva continuam a liderar nas categorias especiais, com 700 mil caixas, tendo registado um aumento de 4,1 por cento em quantidade, mais 331 mil garrafas do que em 2012. O vinho do Porto com indicação de idade cresceu 2,3 por cento e os colheitas 2,2 pontos.

Reino Unido, Estados Unidos da América, Canadá e Holanda são os cinco principais mercados importadores de Porto “premium”, com o Reino Unido a deter uma quota de 40 por cento.

Estes dados dizem respeito apenas às exportações, não estando ainda contabilizados os números do consumo interno deste produto. O IVDP é um instituto público, com jurisdição sobre todo o território nacional, que tem como missão promover os vinhos do Porto e do Douro, bem como proteger e defender as denominações de origem Douro e Porto e da indicação geográfica Duriense.

Fonte: Lusa

 
 
13-01-2014
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares