Notícias > Produção de azeitona é a maior dos últimos 50 anos
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Produção de azeitona é a maior dos últimos 50 anos

Fonte: Lusa

A produção de azeitona para azeite, com a colheita deste ano quase terminada, deverá atingir as 627 mil toneladas, a maior quantidade observada nos últimos 50 anos, segundo as previsões agrícolas de Janeiro divulgadas pelo INE.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) justifica que esta produção elevada de azeitona para fazer azeite, a maior desde a década de sessenta, se deveu à conjugação de condições climáticas favoráveis «ao longo do ciclo» com a entrada em plena produção de novos olivais intensivos.

As sementeiras de cereais de Outono/Inverno, assinala o INE, estão a realizar-se sem «grandes constrangimentos», à excepção das mais tardias que foram interrompidas e prolongadas no tempo devido à precipitação constante.

As previsões do INE indicam que as áreas semeadas das culturas cerealíferas são semelhantes às da campanha passada com exceção do trigo mole, que deverá aumentar cinco por cento, e do trigo duro, no qual se prevê uma diminuição de cinco por cento.

«As searas apresentam germinações e desenvolvimentos vegetativos heterogéneos, melhores nas semeadas mais cedo», realça o INE nas previsões agrícolas, mas adverte para a existência de alguns problemas relacionados com a elevada precipitação, em particular, nos solos mais pesados e com menor drenagem.

Em termos meteorológicos, o mês de Janeiro caracterizou-se por temperaturas amenas e precipitação acima do normal. Janeiro posicionou-se nos registos deste mês como o «terceiro Janeiro com temperaturas mínimas e médias mais altas desde 1931», segundo o INE.

O INE refere também que os máximos atingidos garantem a auto-suficiência nacional do consumo de azeite. Voltando ainda à produção histórica de azeitona para azeite, o INE refere que também tem a ver com o crescimento do sector oleícola, resultante do investimento privado e da opção estratégica de apoio e promoção da fileira, o que levou a que a produção quase quadruplicasse desde o ano 2000, atingindo agora valores semelhantes aos da década de sessenta.

 
 
21-02-2014
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares