Notícias > INE: Expansão significativa da área de produção de tomate para a indústria
  Voltar Imprimir
 

 

 
  INE: Expansão significativa da área de produção de tomate para a indústria

Expansão significativa da área de produção do tomate para a indústria 

 

Segundo as previsões agrícolas divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatísticas, destacam-se, pela positiva, o tomate para indústria, com aumento de 20 por cento da área de produção, e a batata de regadio, com mais cinco por cento.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), regista-se decréscimos no milho, de -10 pontos percentuais; na cereja; com -10 ponto; girassol; - 10 por cento e no arroz, com -5 pontos.

A produção de cereja deverá ficar este ano abaixo das duas toneladas pelo terceiro ano consecutivo, prevendo-se uma queda de 10 por cento face a 2013, estimou o INE.

Esperam-se também aumentos de produtividade na campanha dos cereais de Outono/Inverno: 10 por cento no trigo duro, 25 pontos no trigo mole e 35 pontos no triticale, cevada e aveia.

As previsões reportam-se aos últimos dias do mês de maio, que apresentou condições, de um modo geral, «favoráveis ao crescimento e desenvolvimento das culturas instaladas, bem como ao normal desenrolar dos trabalhos agrícolas da época», apesar dos contrastes meteorológicos.

O aumento de 20 por cento das plantações de tomate para indústria deve-se, segundo o INE, aos «estímulos promovidos pela indústria, como o alargamento do período de recepção e melhoria das condições contratuais e de perspectivas favoráveis de escoamento da produção para Espanha.

Já a diminuição de 10 por cento na área semeada de milho é justificada com o atraso na preparação dos solos para sementeira, devido ao encharcamento dos terrenos, e interrupção dos trabalhos na segunda quinzena de maio devido às chuvas intensas.

A cereja foi prejudicada pela precipitação e elevadas amplitudes térmicas registadas na fase da floração/polinização, bem como pelas chuvas de final de maio que provocaram fendilhamentos e perdas de capacidade de conservação de alguma produção.

Para o pêssego prevê-se, pelo contrário, um aumento de 25 por cento face à campanha anterior, que tinha sido bastante afectada pelo tempo frio e chuvoso na fase da floração.

 

Previsões Agrícolas 31 de Maio 2014

 

Fonte: INE; Lusa


 
 
23-06-2014
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares