Notícias > Integração europeia é um dos factores de diferenciação de Portugal
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Integração europeia é um dos factores de diferenciação de Portugal

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) está a concluir um programa na China de promoção das oportunidades de investimento no País. O programa teve início na semana passada teve início em Xangai e terminou no dia 1 de Abril, em Pequim. Com delegações em Xangai e Pequim, a AICEP fez “dezenas de contactos” na China durante a divulgação do mercado português e garante que o País”está no radar dos investidores chineses”.

Em declarações à Lusa, o Administrador da AICEP, Luís Castro Henrique, afirmou que Portugal representa “uma oportunidade para chegar a 700 milhões de consumidores”, oferecendo vantagens competitivas como “a relação única com a CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa) e a integração na União Europeia”.

Neste sentido, a integração europeia é um dos factores de diferenciação de Portugal, que nos últimos três anos atrai investimentos chineses em departamentos como “energia, seguros, saúde, banca e imobiliário”. O país asiático tem sido “dos que mais investe” cá, segundo a mesma fonte.

As exportações portuguesas para a China também estão a passar por um “bom momento”. Em 2014, cresceram 18,8% face ao ano anterior, chegando ao “recorde” de “cerca de 1 665 milhões de dólares”, segundo dados da Administração-geral das Alfândegas Chinesas. O resultado representa “mais do dobro de há cinco anos”.

O responsável da agência que divulga as vantagens da aposta no mercado português diz que ainda “há um grande trabalho a fazer para angariar investimentos”.

Fonte: Hiper Super

 
 
06-04-2015
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares