Notícias > Exportações de lacticínios nos EUA atinguem nível mais alto
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Exportações de lacticínios nos EUA atinguem nível mais alto

As exportações de lacticínios dos EUA atingiram, em Março, o seu nível mais alto em nove meses, liderados pelos valores recordes de leite em pó magro (NDM / SMP) para o México e queijo para a Coreia do Sul. No mesmo mês, também as exportações globais de Lactose e Proteína de Soro (WPI) superaram os máximos anteriores
Quer em volume global, quer em valores, registaram-se melhorias relativamente aos meses anteriores, embora com desfasamento face aos níveis do ano passado. Analisando com base numa média diária, as exportações subiram 19% em volume e 14% em valor relativamente ao mês de Fevereiro. No entanto, em comparação com o mês homólogo do ano passado, as exportações caíram 9% em volume e 24% em valor. Quando comparadas com Março 2014, os valores parecem menos favoráveis, em parte porque as exportações dos EUA em Março passado foram as maiores de sempre.
Contudo, as exportações de Leite em Pó Magro (NDM / SMP) atingiram as 55.022 toneladas, o que representa um aumento de 40% relativamente a Fevereiro (média diária) e 7% relativamente a Março do ano passado. As vendas para o México foram de 26.213 toneladas, o maior valor de sempre, 68% mais do que há um ano atrás.
Relativamente ao queijo, as exportações foram de 34.302 toneladas, em Março, mais 5% do que em Fevereiro (média diária), mas inferiores 5% comparativamente a Março de 2014. O mercado da Coreia do Sul atingiu as 8.410 toneladas, 48% acima das vendas do ano passado, tendo, por isso, sido registado novo recorde de vendas para esse mercado.


Fonte: The U.S. Dairy Exporter Blog (adapatdo por ANIL)
 
 
12-05-2015
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares