Notícias > Douro espera uma vindima de grande qualidade
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Douro espera uma vindima de grande qualidade

O presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto disse que se espera uma vindima de qualidade nesta região, o que considerou ser mais importante do que o aumento da produção previsto.

«Nós no Douro olhamos mais para a qualidade do que para a quantidade», afirmou Manuel de Novaes Cabral à agência Lusa. E, segundo o responsável, por todas as indicações dadas, espera-se «um ano qualitativamente muito bom» na mais antiga região demarcada do mundo.

Neste território as vindimas também já estão a começar, designadamente na região mais quente do Douro Superior. «Esperemos agora que não haja nenhuma surpresa em termos meteorológicos», sublinhou Manuel Cabral.

E «verdadeiramente importante» para o responsável é que «seja preenchida a quota do benefício e que seja dada resposta à procura existente de vinhos DOC Douro». O benefício, a quantidade de mosto que cada produtor pode destinar à produção de vinho de Porto, foi este ano fixado nas 110 mil pipas.

De acordo com as perspectivas de vindima do Instituto da Vinha e do Vinho, a produção de vinho no Douro deve aumentar 20 por cento em 2015/2016 face à campanha anterior para cerca de 1,7 milhões de hectolitros.

Esta que é principal região vinícola portuguesa, responsável por cerca de um quarto da produção total, deverá atingir assim o valor mais elevado desde 2010/2011, numa campanha em que se perspetiva um aumento global da produção na ordem dos oito por cento.

Na região as previsões de vindima são feitas pela Associação de Desenvolvimento da Viticultura Duriense (ADVID), com sede no Peso da Régua, distrito de Vila Real, que avançou com uma produção nesta vindima entre as 278 e as 300 mil pipas de vinho, o que se traduz num aumento de 20 a 30 por cento comparativamente com o ano passado.

No entanto, a ADVID adverte que o resultado final da próxima vindima vai depender das condições climáticas e fitossanitárias que se registarem até Setembro.            

Fonte: Lusa

 
 
13-08-2015
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares