Notícias > Produção de vinho verde vai subir «mais cerca de 15 por cento» face a 2014
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Produção de vinho verde vai subir «mais cerca de 15 por cento» face a 2014

A Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes prevê uma colheita superior em «mais cerca de 15 por cento» na vindima deste ano face à do ano passado, disse à agência Lusa o seu presidente.

Manuel Pinheiro acrescentou que «vai ser um belíssimo ano de qualidade», nomeadamente para castas como o alvarinho e o loureiro. A vindima naquela região começa «em cheio» dia 07, mas a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) assinalou esta sexta-feira «a abertura oficial da vindima» com a presença do embaixador dos Estados Unidos em Portugal, Robert Sherman, na Estação Vitivinícola Amândio Galhano, em Arcos de Valdevez.

O diplomata percorreu a propriedade, gerida pela CVRVV, visitou a adega local, e participou ainda em experiências de vinificação. A Comissão convidou Robert Sherman para este ato simbólico porque, como salienta, «os Estados Unidos são o primeiro destino das exportações de Vinho Verde». Segundo Manuel Pinheiro, as vendas de vinho verde para aquele país devem ficar este ano «muito perto dos dez milhões de euros».

«Actualmente, o Vinho Verde representa mais de 50 por cento das exportações de vinho português para os Estados Unidos», refere ainda a CVRVV. Condições climáticas favoráveis explicam as boas perspectivas para a vindima deste ano. «Vamos produzir aquilo de que precisamos», realçou Manuel Pinheiro, que tem alertado para o facto de ser preciso aumentar produção de vinho verde porque a procura externa continua em alta e os "stocks" estão praticamente esgotados.

Manuel Pinheiro salienta ainda que os Estados Unidos são um mercado «óptimo em valor, ao passo que a Alemanha, segundo maior destino externo do vinho verde, registaram um crescimento significativo em volume».

A Comissão começou «pela primeira vez a fazer promoção no Japão». Por outro lado, «em Portugal há um ligeiro aumento de volume e de valor», isto depois de um período de estagnação

«O que precisamos agora é que a vindima corra da melhor maneira possível», continuou mesmo responsável. Para tal, explicou, «as condições meteorológicas têm que se manter, os sinais são bons».

O presidente da CVRVV disse que «não convêm que chova durante a vindima». A Comissão tem uma equipa de «cerca de 20 pessoas» destacada para «controlar, registar entregas e verificar a qualidade das uvas para vinificação». «Em todas as adegas mais importantes haverá um técnico com a missão de acompanhar as operações», reforçou Manuel Pinheiro.

Fonte: Lusa

 
 
04-09-2015
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares