Notícias > Metade das frutas e hortícolas comercializadas em Espanha são através de Organizações de Produtores
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Metade das frutas e hortícolas comercializadas em Espanha são através de Organizações de Produtores

O número de Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas na União Europeia ultrapassou em 2012 as 1.643, com Espanha a aglutinar 36 por cento do total das mesmas.

Espanha é o Estado-membro com maior número de Organizações de Produtores (OP’s) na União Europeia (UE), com um total, em 2012, de 595, seguida pela Itália, com 280 e a França, com 251, pelo que entre os três países correspondem a 70 por cento de todas as OP’s de frutas e hortícolas da UE, de acordo com um estudo do Ministério da Agricultura espanhol, o MAGRAMA.

Em 2012, na UE 22 países reconheceram algumas OP’s no seu território, não existindo nenhuma em Malta, Estónia, Lituânia, Luxemburgo e Eslovénia. Como consequência, nesse mesmo ano, o grau médio de organização ultrapassou os 46 por cento, apesar do grau de organização dos principais países produtores permanecer acima deste valor, com Itália nos 59 por cento, Espanha, nos 63 e França, com 50 por cento.

Embora Espanha seja o país com maior número de OP’s, a sua dimensão económica está abaixo da média. Assim, as OP’s espanholas têm uma dimensão média de 11 milhões de euros, enquanto as de Itália têm um tamanho médio por OP de 21 milhões de euros e as de França, de 12 milhões.

Bélgica e Países Baixos, apesar de terem uma menor produção, têm uma dimensão por OP superior aos principais produtores, de 66 e 131 milhões de euros, respectivamente. A proporção económica média na União Europeia é de 13 milhões de euros por OP.

Nos últimos anos, o número de OP’s em Espanha diminuiu, caindo em sete por cento em cinco anos, passando de 639 em 2009 para 596 em 2013. A superfície de frutas e hortícolas das OP’s manteve-se em torno dos 800 mil hectares neste período, apesar de uma certa tendência em baixa, de 884.338 hectares (ha) em 2009 frente a 829.465 ha em 2013.

Em 2013, a superfície de frutas representou 80 por cento do total em OP’s e a de hortícolas 20 por cento. Sobre estas últimas, 62 por cento cultivadas em ar livre e 38 por cento em estufas.

No entanto, é importante destacar que desde 2009, o valor da produção comercializada pelas OP’s seguiu um ritmo ascendente e o aumento durante este período foi de 37 por cento. Actualmente este valor ronda cerca de sete mil milhões de euros.

O volume de frutas e hortícolas comercializado através de OP’s supõe metade do volume total. Em 2011, alcançou um pico, atingindo 59 por cento do volume total comercializado através de OP’s.

A grande maioria das OP’s, cerca de 90 por cejto, tem menos de 500 sócios, das quais, 45 por cento têm menos de 50 sócios. Há 30 OP’s com mais de mil sócios, as quais reúnem mais de 50 por cento do total de sócios. A orientação produtiva predominante nestas organizações são nozes, o principal produto em 20 delas, que agrupam cerca de 60 mil sócios.

Fonte: Agrodigital

 
 
22-12-2015
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares