Notícias > UE importa mais três por cento de frutas e hortícolas de países terceiros em 2015
  Voltar Imprimir
 

 

 
  UE importa mais três por cento de frutas e hortícolas de países terceiros em 2015

A importação comunitária de frutas e hortícolas procedentes de países terceiros em 2015 aumentou três por cento em volume em relação a 2014, com um total de 13,8 milhões de toneladas.

Do total, 11,8 milhões de euros corresponderam a frutas e 1,9 milhões a hortícolas, segundo dados da Agência de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) A importação da União Europeia (UE) de hortícolas procedentes de países extracomunitários em 2015 aumentaram um por cento, totalizando 1,9 milhões de toneladas.

As principais hortícolas importadas são o tomate e a batata com 480.513 e 306.065 toneladas, respectivamente, registando uma descida de um por cento em relação a 2014 no caso do tomate e um aumento de seis por cento em batata.

Marrocos é o principal fornecedor da UE de tomate extracomunitário, com 383.802 toneladas, o que representou 80 por cento do total importado de países terceiros, seguido à distância pela Turquia, com 40.689 toneladas. Em batata, o Egipto e Israel são os principais fornecedores com 151.306 toneladas, mais 26 por cento e 141.438 toneladas, menos cinco por cento, respectivamente.

Em relação às frutas, a importação de países terceiros em 2015 situou-se em 11,8 milhões de toneladas, com um crescimento de três por cento frente ao ano anterior. As primeiras frutas importadas são bananas, com 5,2 milhões de toneladas em 2015, mais três por cento e os citrinos, com 2,06 milhões, mais sete por cento.

O Equador, Colômbia e a Costa Rica são os primeiros fornecedores extracomunitários de banana, com 1,39 milhões de toneladas; 1,22 milhões e 948 mil toneladas, respectivamente. No caso dos citrinos a União Europeia importa sobretudo da África do Sul, Turquia e Marrocos.

Em valor, a importação da União Europeia de países terceiros em 2015 aumentou 11 por cento em relação ao ano anterior, com um total de 14.144 milhões de euros, dos quais, 11.824 milhões corresponderam a frutas, que registaram um crescimento de 11 por cento frente a 2014 e 2.319 milhões de euros corresponderam a hortícolas, mais 12 por cento que no ano anterior, segundo dados da Eurostat.

Fonte: Agrodigital

 
 
27-04-2016
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares