Notícias > Exportações de pêra rocha atingem 86 por cento de produção
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Exportações de pêra rocha atingem 86 por cento de produção

As exportações de pêra rocha representaram 86 por cento da produção na campanha de 2015/2016, quando na de 2014/2015 foi 50 por cento, trazendo mais rentabilidade, segundo dados divulgados pela associação do sector à agência Lusa.

Entre Agosto de 2015 e o mesmo mês de 2016, foram exportadas 71 mil toneladas de pêra rocha das 133 mil produzidas, 86 por cento, quando em 2014/2015, de um total de produção de 201 mil toneladas, 102 mil foram vendidas no mercado externo, 50 por cento, de acordo com a Associação Nacional de Produtores de Pêra Rocha (ANP).

 

 

Em 2015/2016, as vendas de pera rocha renderam entre 130 a 140 milhões de euros, dos quais 10 a 120 milhões resultaram das exportações, quando um ano antes o sector facturou 120 milhões de euros.

«Como houve uma diminuição da produção, desviou-se para exportação parte do que o mercado nacional consumia para, por um lado, manter clientes e contratos comerciais e, por outro lado, conseguirmos valorizar a produção e conseguirmos melhores preços», justificou Aristides Sécio, presidente da ANP, à Lusa.

Brasil (29.135), Reino Unido (11.156), França (9.126), Marrocos (8.135) e Alemanha (4.565) são actualmente os cinco principais mercados de destino desta fruta.

Além dos tradicionais mercados de destino da pêra rocha têm surgido como mercados emergentes para onde a pera rocha já começou a ser exportada, Líbia, Emirados Árabes Unidos, Azerbaijão, Singapura, Cabo Verde, Gana, Nigéria e Sri Lanka. Canadá, Angola e outros países europeus também se incluem entre os mercados por excelência da pêra rocha.

A campanha 2016/2017 começou em Agosto deste ano, com 100 mil toneladas de fruta colhidas, uma quebra de 15 por cento face à anterior e de 50 por cento face à produção considerada normal.

A pêra rocha é produzida, um total de 99 por cento nos concelhos entre Mafra e Leiria, numa área de cultivo de 11 mil hectares, sendo os concelhos de maior produção os do Cadaval e Bombarral.

A pêra rocha do Oeste possui Denominação de Origem Protegida (DOP), um reconhecimento da qualidade do fruto português por parte da União Europeia.

Fonte: Lusa

 
 
11-11-2016
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares