Notícias > PE reconhece o papel das cooperativas para lutar contra a volatilidade dos preços
  Voltar Imprimir
 

 

 
  PE reconhece o papel das cooperativas para lutar contra a volatilidade dos preços

O Parlamento Europeu aprovou uma importante Resolução relativa aos Instrumentos da Política Agrícola Comum para reduzir a volatilidade dos preços agrícolas.

 

Os eurodeputados destacaram as cooperativas como instrumentos necessários para lutar contra a volatilidade e pedem que os produtores possam agrupar-se em torno das cooperativas, como entidades que concentram a oferta, fornecem valor adicional e permitem avançar na cadeia alimentar. A Resolução também reconhece os esforços destas empresas por unir e ajudar os produtores a melhorar a sua posição na cadeia de valor, atenuando os efeitos da volatilidade excessiva do mercado.

 

As Cooperativas Agro-alimentarias de Espanha valoriza muito positivamente o papel que Parlamento Europeu (PE), uma vez mais, reconhece às cooperativas como via para melhorar a posição dos agricultores e produtores na cadeia alimentar, pedindo medidas para a sua promoção. O facto de o PE encorajar o desenvolvimento e crescimento das cooperativas é muito importante, tendo em conta que a Comissão Europeia vai lançar as reflexões sobre a reforma da PAC em 2017, assim como as propostas para lutar contra as práticas comerciais desleais. 

 

A resolução considera que a volatilidade dos preços também afecta negativamente a capacidade de investimento e criação de emprego na agricultura, o qual desincentiva a modernização, inovação e a mudança geracional. Assinala também que o desenvolvimento de uma política comum europeia é vital para um sector como o agrícola, no qual recai a responsabilidade de garantir a segurança alimentar e que desempenha um papel chave na utilização dos recursos naturais e no desenvolvimento económico.

 

Em relação à PAC, os eurodeputados mostram a sua preocupação pela redução progressiva dos recursos ao longo dos anos, em particular, os destinados aos mecanismos de gestão de mercado, abrindo a perspectiva de uma renacionalização da PAC e a igualdade de condições na União Europeia.

 

O PE solicitou ainda à Comissão Europeia que crie um quadro legislativo que proíba as práticas comerciais desleais na cadeia alimentar, algo que também está explícito na Informação sobre a Comunicação das práticas comerciais desleais, aprovado no início do ano.

 


Fonte: Agrodigital

 
 
19-12-2016
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares