Notícias > Exportação do vinho verde chegou aos 50 por cento das vendas em 2016
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Exportação do vinho verde chegou aos 50 por cento das vendas em 2016

A exportação de vinho verde português atingiu em 2016 os 50 por cento das vendas, um valor “recorde”, divulgou a Comissão de Viticultura da Região, que este ano quer apostar em novos mercados como a Rússia e o Japão.

«Nós fechámos 2016 como o nosso ano recorde de exportação e atingimos 50 por cento das vendas para o mercado externo, que era um objectivo que perseguíamos há muitos anos», afirmou Manuel Pinheiro, presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CRVV).

Recordando que no ano de 2000 as exportações de vinho verde representavam apenas 15 por cento das vendas, o responsável destacou que 2016 assistiu a uma «evolução enorme» nesta matéria, encerrando o ano com 50 por cento de exportação.

Para este ano, a CRVV tem já previsto um «investimento de cerca de três milhões de euros sobretudo nos mercados de exportação e com grande força nos Estados Unidos da América (EUA) e na Alemanha» que, disse Manuel Pinheiro, são os «principais mercados» de vinho verde.

Para além destes, a CRVV vai também apostar em 2017 em dois novos mercados, o Japão e a Rússia, este último uma estreia para os vinhos verdes, explicou o responsável que falava à margem da apresentação do livro “O Vinho no Tempo da Guerra”

«Temos uma grande confiança que consigamos continuar, nos próximos anos, este crescimento que foi muito bom, sobretudo 2016 que foi fabuloso e fechamos finalmente com as exportações a liderar a venda de vinho verde», assinalou.

Dados até Setembro de 2016 indicavam que os EUA eram o mercado externo que mais se destacou a comprar vinho verde português, com as vendas a render um valor recorde de 48 milhões de euros.

Segundo a CVRVV, que tem 63 aderentes, o vinho verde é já o segundo vinho mais vendido em Portugal, com 16,8 por cento da cota de mercado, sendo 86 por cento das vendas em vinhos verdes brancos.

A região demarcada dos vinhos verdes estende-se por todo o noroeste de Portugal, na zona conhecida como Entre-Douro-e-Minho, tendo como limites a norte o rio Minho, que estabelece parte da fronteira com Espanha, a sul o rio Douro e as serras da Freita, Arada e Montemuro, a este as serras da Peneda, Gerês, Cabreira e Marão e a oeste o oceano Atlântico.

Tem nove sub-regiões, nomeadamente, Amarante, Ave, Baião, Basto, Cávado, Lima, Monção e Melgaço, Paiva e Sousa e em termos de área geográfica é a maior região demarcada portuguesa e uma das maiores da Europa.

Fonte: Lusa

 
 
19-01-2017
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares