Notícias > Recuperação das exportações comunitárias de trigo
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Recuperação das exportações comunitárias de trigo

A União Europeia recuperou o seu ritmo de exportação de trigo branco, depois de várias semanas com níveis excepcionalmente baixos. Na passada semana foram exportadas 514 mil toneladas de trigo branco, que representa um bom dado de exportação.

Nas 31 semanas de campanha, exportaram-se 14,66 milhões de toneladas. O objectivo de exportação da Comissão Europeia (CE) é de 24 milhões de toneladas pelo que nas restantes 22 semanas de campanha devem ser exportadas 462 mil toneladas por semana.

Por países, a Roménia é o maior exportador da actual campanha, com 4,13 milhões de toneladas, 28 por cento, seguida pela Alemanha, com3,02 milhões, 21 por cento e da França com 2,79 milhões de toneladas, 19,04 por cento.

As importações semanais foram de 18 mil toneladas, com um acumulado semanal de 2,085 milhões de toneladas. O balanço da Comissão estima 3,4 milhões de toneladas de importações de trigo branco. Itália é o maior importador deste cereal de países terceiros, com 705 mil toneladas, 34 por cento; seguida pela Espanha, com 502 mil toneladas, 24 por cento e o Reino Unido, com 367 mil toneladas, 18 por cento. Os três países representam 76 por cento do total de importações.

Em relação à cevada, a semana passada saíram 120 mil toneladas, pelo que as exportações acumuladas esta campanha ultrapassam 2,71 milhões de toneladas. O objectivo da Comissão para esta campanha é de 6,42 milhões de toneladas, mas para atingir o mesmo seria necessário exportar até ao final da campanha 183 mil toneladas por semana.

O principal exportador de cevada é a França, com 1,18 milhões de toneladas, 44 por cento; seguida pela Roménia, com 646 mil toneladas, 24 por cento e da Alemanha, com 462 mil toneladas, 17 por cento. Espanha exportou apenas 4.110 toneladas de cevada.

As importações nas 31 semanas de campanha ascendem a 312.585 toneladas. Prevê-se um total e importações de 391 mil toneladas, pelo que deveriam ser importadas até ao final da campanha 3.921 toneladas por semana. Até a data de 31 de Janeiro de 2017, Espanha é o principal importador de cevada, com 128.889 toneladas, 41 por cento, seguida pelo Chipre, com 54 mil, 17 por cento e Itália, com 43 mil toneladas, 14 por cento.

Quanto ao milho, assinalam-se 6,31 milhões de toneladas importadas. O balanço europeu estima 14 milhões de toneladas importadas esta campanha, pelo que será necessário importar 390 mil toneladas por semana. O maior importador de milho da União Europeia é a Espanha, com 1.816.529 toneladas, 29 por cento; seguida pela Holanda, com 1,5 milhões de toneladas, 24 por cento e da Itália, com 966 mil toneladas, 15 por cento.

Fonte: Agrodigital 

 
 
06-02-2017
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares