Notícias > Produção mundial de carne de porco com aumentos até oito por cento em 2018
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Produção mundial de carne de porco com aumentos até oito por cento em 2018


O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América estima que a produção mundial de carne de porco venha a aumentar quase dois por cento até as 113,1 milhões de toneladas em 2018.

 

O Departamento prevê que a expansão na China seja a grande responsável por este aumento e espera-se que a produção de carne de porco cresça em dois por cento até cerca de 55 milhões de toneladas em 2018. Assim, prevê-se que apenas a China represente 61 por cento do crescimento total, sendo provável que as importações desta carne por parte da China diminuam pelo segundo ano consecutivo, já que a produção nacional satisfaz uma maior proporção da procura. No entanto, tudo indica que a China continue a ser o principal importador a nível mundial de carne de porco.

 

Após os aumentos assinalados em 2017, prevê-se que a produção dos Estados Unidos da América (EUA) cresça quatro por cento em 2018,  12 milhões de toneladas. É provável que os fortes fornecimentos pesem nos mercados, já que um aumento do número de fêmeas cobertas e que o número de leitões alcance um nível recorde, o que poderá refletir num aumento das exportações dos EUA em quase cinco por cento e manter envios altos para a Ásia.

 

A União Europeia (UE) é o único produtor importante a nível mundial onde se espera reduções na produção em 2017 e 2018, isto em resposta da baixa procura interna e da exportação. Estas estimativas do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) diferem das realizadas pela Comissão Europeia, que nas suas previsões a curto prazo previa uma queda na produção comunitária em 2017, mas seguida por uma recuperação no início de 2018.

 

A apreciação do euro pode vir a prejudicar a competitividade das exportações da UE no mercado mundial, para além de que a redução da procura de importações na China pode limitar o crescimento das exportações. Apesar disto, espera-se que a UE mantenha a sua posição como maior exportador mundial de carne de porco em 2018, com envios previstos em 2,8 milhões de toneladas.

 



Fonte: CONFAGRI / Agrodigital

 
 
30-10-2017
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares