Notícias > França: crise da manteiga
  Voltar Imprimir
 

 

 
  França: crise da manteiga


A tonelada de manteiga, paga a 2500 euros em 2016, passou para os 7000 este ano


Prateleiras de supermercados vazias e o preço do croissant a subir. Estas são algumas das consequências da crise da manteiga em França. O caso já chegou ao governo, com o ministro da Agricultura, Stéphane Travert, a garantir que a escassez "não vai durar". Os agricultores do sector, esses, duvidam.

Mas afinal, como começou esta crise? A origem parece estar na China, onde a procura de leite e de produtos à base de manteiga, como a doçaria, dispararam nos últimos anos. Após três décadas de desdém por parte dos nutricionistas , as matérias gordas animais foram também reabilitadas e consideradas essenciais para um estilo de vida saudável. O consequente aumento na procura coincidiu com a quebra na produção de leite na Nova Zelândia, primeiro exportador mundial. E na Europa, onde o fim das quotas na produção de leite, há dois anos, provocou uma sobreprodução seguida da quebra dos preços, que levou os agricultores a reduzir a produção.


França, mais do que qualquer outro país europeu, foi apanhada neste problema global, com alguns produtores e intermediários do sector alimentar a pararem as entregas e a considerarem aumentar os preços de revenda.


As pastelarias que fabricam croissants, nos quais a manteiga representa um quarto dos ingredientes, já explicaram que podem ter de aumentar os preços. Tudo porque a tonelada de manteiga, paga a 2500 euros em 2016, passou para os 7000 euros desde o verão.


Com uma grave quebra na produção de leite nos últimos anos, os franceses são os que mais têm sofrido com esta crise. Então porque não aumentar a produção? Não é tão simples assim. França é de facto um dos principais produtores europeus de manteiga, mas não é autossuficiente e importa cerca de 200 mil toneladas por ano. Além disso, se aumentar a produção de leite, isso não afeta apenas a manteiga. Um litro de leite contém 42 gramas de matéria gorda, que serve para fazer manteiga - e 33 gramas de proteínas - usadas para o leite líquido e em pó. Ora este sector é excedentário, com a Comissão Europeia a ter criado um mecanismo de regulação do mercado, obrigando a armazenar centenas de milhares de toneladas de leite em pó.


A solução, garantem os produtores, só pode passar pelo aumento dos preços da manteiga no supermercado e, a médio prazo, por uma mudança nas técnicas de criação do gado.


Esta crise vem confirmar a dificuldade do governo Macron para honrar a promessa de mudar as práticas na cadeia alimentar em benefício dos agricultores. E se o mercado começa a mostrar sinais de ajuste, com a época das festas aí à porta, quando a procura de doçarias atinge o pico, muitos franceses temem que lhes falte o croissant ou o tradicional tronco de Natal.







Fonte: DN

 
 
09-11-2017
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares