Notícias > Alerta: encontrada pela primeira vez em Portugal bactéria na cultura de cenoura
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Alerta: encontrada pela primeira vez em Portugal bactéria na cultura de cenoura


A presença da bactéria Candidatus Liberibacter solanacearum (CLsol), haplotipo foi confirmada oficialmente, pela primeira vez em Portugal, na cultura de cenoura na região do Oeste — Lisboa e Vale do Tejo.

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária realça que “os produtores de cenoura e produtores de batata consumo, armazenistas e centrais de embalamento devem estar alerta para a presença de sintomas e em caso de suspeita devem contactar de imediato a Direcção Regional de Agricultura e Pescas da região, a fim de ser feita a confirmação por análise laboratorial e tomadas as medidas necessárias para evitar a dispersão desta doença”.

Através do Oficio circular n.º 35/2017,  aquela Direcção explica que se trata de uma bactéria que apresenta cinco haplotipos, estando assinalados os haplotipos C, D e E em diversos países da União Europeia associados a Apiáceas, nomeadamente cenoura e aipo, transmitidos pelos psilídeos Bactericera trigonica e Trioza apicalis. As infeções em cenoura têm como principal origem a semente contaminada.

Por outro lado, os haplotipos A e B, que nunca foram assinalados no território da União Europeia, têm como hospedeiros as solanáceas e estão associados a elevadas quebras de produção e depreciação da qualidade da batata.

Estes haplotipos são eficientemente transmitidos pelo vector Bactericera cockerelli, um inseto considerado de quarentena para a União Europeia, onde nunca foi assinalado.


Em Espanha, na batata

Acrescenta aquele Ofício que em Espanha o haplotipo E foi identificado na cultura da batateira, embora com um nível de infeção baixo, não havendo evidencia da presença de vetores eficientes responsáveis pela sua transmissão para além da associada à propagação vegetativa. Situação idêntica se passou na Finlândia, onde o haplotipo C também foi assinalado na cultura da batateira.

Estas ocorrências demonstram que os haplotipos associados a cenoura e aipo (C, D e E) também podem afetar a cultura da batata e consequentemente a sua produção. A introdução em Portugal de CLsol no sistema de produção de batata (e outras solanáceas) poderá, assim, ocorrer a partir de culturas de produção de cenoura infetadas por semente contaminada ou através de psilídeos eficazes na transmissão.






Fonte: Agricultura e Mar Actual

 
 
22-12-2017
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares