Notícias > Exportações crescem 6,2% mas importações sobem mais. Exportações agroalimentares crescem quase 10 vezes mais que importações.
  Voltar Imprimir
 

 

 
  Exportações crescem 6,2% mas importações sobem mais. Exportações agroalimentares crescem quase 10 vezes mais que importações.


As exportações e as importações desaceleraram em Fevereiro, mês em que o défice da balança comercial se continuou a agravar, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística.

Os dados divulgados oficiais divulgados, ontem, segunda-feira, 9 de Abril, mostram que em Fevereiro as exportações de bens cresceram 6,2%, enquanto as importações avançaram 8,5% em termos homólogos, desacelerando face ao mês anterior (altura em subiram 10% e 12,1%, respetivamente).

O crescimento das exportações de material de transporte continua a dar um forte contributo, justificando mais de dois terços do acréscimo das exportações deste mês, o que estará relacionado com a venda de automóveis de passageiros, que mais que duplica (120%).

O défice da balança comercial de bens foi de 991 milhões de euros em Fevereiro, mais 170 milhões do que em período homólogo.

Um retrato que não se altera se considerarmos os três meses terminados em Fevereiro, com as importações (6,8%) a crescerem acima das exportações (5,6%).


Portugal vende mais a alemães e menos a Angola


As exportações para Alemanha e França registaram crescimentos de dois dígitos (16,4% e 13,3%, respetivamente) enquanto as vendas de bens a Angola recuaram 25%.

Espanha, Alemanha e França estão na origem dos principais aumentos das importações, enquanto a Rússia justifica o maior decréscimo (-69,7%), sobretudo devido aos combustíveis e lubrificantes.


As exportações de produtos agroalimentares cresceram 10,1 % em Fevereiro de 2018, relativamente a igual mês do ano passado, ascendendo a 459 milhões de euros. No mesmo período, as importações de produtos alimentares e bebidas atingiram 52 milhões de euros, registando um crescimento de 1,3%. O défice comercial mantém-se mas a desacelerar.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), as exportações de produtos primários ascenderam a 130 milhões de euros em Fevereiro (1.429 milhões de euros no trimestre terminado naquele mês), um crescimento homólogo de 14,8%.

Por sua vez, os empresários portugueses venderam 329 milhões de euros de produtos transformados no estrangeiro (mais 8,4% que em Fevereiro de 2017).


Importações

Quanto aos produtos primários importados chegaram aos 248 milhões de euros, registando uma queda de 8,3% face a Fevereiro do ano passado.

Do estrangeiro chegaram 403 milhões de euros de produtos transformados, uma subida homóloga de 8,3%.


Valores globais

As exportações e importações aumentaram 6,2% e 8,5%, respetivamente, em termos nominais em Fevereiro de 2018, desacelerando ambas face ao mês anterior (+10,0% e +12,1% em Janeiro de 2018, pela mesma ordem), divulga o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Destaque-se que o crescimento das exportações de material de transporte representou mais de dois terços (69,2%) do acréscimo global neste mês.

O défice da balança comercial de bens foi de 991 milhões de euros em Fevereiro de 2018, mais 170 milhões de euros que no mês homólogo de 2017.






Fonte: ANILACT / Agricultura e Mar Actual

 
 
10-04-2018
       
 
   
 
 
home
Página de Entrada
 
Opinião
 
Links Úteis
 
Pesquisa
 
Mapa do Sítio
     
Intranet  
 
Username:
 
 
Password:
 
     
   
Entrada    ::    OMAIAA    ::    Publicações    ::   Mercados   ::   O Seu Olhar    ::    Notícias    ::    Contactos
Copyright 2011 © Observatório dos Mercados Agrícolas e das Importações Agro-Alimentares